Gorro Espiral

Print Friendly

Um gorrinho bem fácil, para quem está se aventurando agora no tricô.

Gorro Espiral

Gorro Espiral

Tamanhos
P (M, G)
Circunferência da cabeça: 50 (55, 60) cm

Material
1 meada do fio Merino Worsted da FAzenda (100g / 200m)
Agulhas 3,5mm (circular 40 cm e dpn) e 4,5mm (circular 40 cm)
1 marcador

Amostra
20 pts x 28 carr = 10 cm

Execução
Monte 80 (88, 96) pontos nas agulhas 3,5mm, coloque um marcador e feche para trabalhar em circulos.

Trabalhe 12 carreiras em ponto barra 2 x 2. Em seguida, mude para agulha 4,5 e faça:

carr 1: *4 m, 4 t*.
carr 2: *1 t, 4 m, 3 t*.
carr 3: *2 t, 4 m, 2 t*.
carr 4: *3 t, 4 m, 1 t*.
carr 5: *4 t, 4m*.
carr 6: *1 m, 4 t, 3 m*.
carr 7: *2 m, 4 t, 2 m*.
carr 8: *3 m, 4 t, 1 m*.

Repita essas 8 carreiras até seu gorro ter 17 (18, 19) cm total de altura.

Diminuições

Apenas para o tamanho G:
carr 1: *10 m, 2pjm*
carr 2: m

Apenas para o tamanho M e G:
carr 3: *9 m, 2pjm *
carr 4: m

Para todos os tamanhos:
carr 5: *8 m, 2pjm *
carr 6 e todas as pares: m
carr 7: *7 m, 2pjm *
carr 9: *6 m, 2 pjm *
carr 11: *5 m, 2 pjm *
carr 13: *4 m, 2 pjm *
carr 15: *3 m, 2 pjm *
carr 17: *2 m, 2 pjm *
carr 19: *1 m, 2 pjm *
carr 21: *2 pjm *

Corte o fio deixando cerca de 15 cm de comprimento. Coloque numa agulha e passe por dentro dos 8 pontos que sobraram. Puxe para fechar o gorro e esconda os fios.

Publicado em Receitas | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário

Juno Shawl

Print Friendly

A colorful and squishy shawl to warm you in cold days. Juno is a cozy shawl worked from the top down in 4 different colors of the softest merino fingering wool you can find.

>> Favorite this pattern on Ravelry

This is a very simple shawl perfect for those who already had a little experience with brioche and want to take a step further.

In one side, only one color is used. In the other, 3 different colors alternated give you a fun transition and a nice effect that only brioche stitch can provide.

Have fun! :)

 

 

 

 

 

 

 

 

 Juno Shawl

by Clara Quintela

Material
Yarn: 250g of any fingering yarn, in 4 contrasting colors (100g of the main color and 50g of the others)
Needles: 3,5mm (circular, at least 32”/80cm long)
Accessories: 2 markers, darning needle

Gauge (in brioche st)
18 sts x 22 rows = 10 cm

Finished measurements

Xale Juno_esquema

 

 

 

 

Notes

  • This piece start at the upper middle of the shawl.
  • If you are not super confident when knitting brioche, I suggest you use a lifeline every several rows.

Considerations about the color work

  • I used only 1 color/1 skein in one side and the other 3 on the other side. So, you are going to have in one side the same skein from the beginning to the end (hereafter called main color or MC) and change only the colors on the other side (hereafter called contrasting color or CC).
  • I knitted approximately 12 repetitions of part 2 in each contrasting color.
  • After these 12 repetitions, I made some stripes, alternating every two rows the previous cc with the next cc three times total. For that, the color change happens ONLY and JUST in the rows 3: (LS DC)

Since this is a shawl, you are free to play with your own imagination and alternate the colors as you wish. :)

 

 

 

 

 

 

 

Wrapped cast on
Make a magic ring (wrap a circle wrapping both yarns together clockwise around your left finger once), leaving approximately a 15cm tail. With LC, insert your right needle in the middle of the circle and k1,yo, k1, yo, k1, yo, k1 (total 7 stitches created). Tighten up the wrapped circle by pulling the tail.

Abbreviations
DS – dark side of work – the “knit” columns on this side of the work are in the dark color.
LS – light side of work – the “knit” columns on this side of the work are in the light color.
DC – dark color – use the dark-colored yarn.
LC – light color – use the light-colored yarn.

Example: LS LC means the side of the work facing you has light-colored “knit” columns and you will be working with the light-colored yarn in that row.

sm – slip marker
brk – brioche knit.
brp – brioche purl.
brkyobrk (2-stitch increase) Into ONE stitch: brk1 leaving stitch on left hand needle, yo (yarn forward under needle then over needle to back), brk1. In the next row, whenever you come to these newly created stitches, you are going to sl1yo as you are used to do and simply purl instead of brp.
br4st inc – brkyobrkyobrk (4-stitch increase) = Into ONE stitch: brk1, yo, brk1, yo, brk1. In the next row, whenever you come to these newly created stitches, you are going to sl1yo as you are used to do and simply purl instead of brp.

Directions
With the wrapped cast on, make 7 stitches. Do not turn, slide the stitches back to the opposite end of needle.

Set up row 1: (LS DC) (sl1yo, p1) three times, sl1yo. Turn.
Set up row 2: (DS LC) brp1, *sl1yo, brp1*, rep from *. Do not turn, slide.
Set up row 2: (DS DC) sl1yo, * brk1, sl1yo*, rep from *. Turn.

Part 1
row 1: (LS LC) brk1, sl1yo, br4st inc, place a marker (hereafter called central marker), sl1yo, place another marker (hereafter called central marker), br4st inc, sl1yo, brk1. Do not turn, slide. (15 sts). Note: these two markers isolate the central stitch where you’re gonna have a spine.
row 1: (LS DC) sl1yo, brp1, (sl1yo, p1) twice, sl1yo, sm, brp1, sm (sl1yo, p1) twice, sl1yo, brp1, sl1yo. Turn.
row 2 and all DS LC: brp1, *sl1yo, brp1*, rep from *. Do not turn, slide.
row 2 and all DS DC: sl1yo, * brk1, sl1yo*, rep from *. Turn.

Part 2
row 3: (LS LC) brk1, sl1yo, brkyobrk, work in brioche st to the last st before the central marker, brkyobrk, sm, sl1yo, sm, brkyobrk, work in brioche st up to the last three sts, brkyobrk, sl1yo, brk1. Do not turn, slide. (8 sts increased)
row 3: (LS DC) brioche stitch, working the increases when you come to it.
row 4 and all DS LC: brp1, *sl1yo, brp1*, rep from *. Do not turn, slide.
row 4 and all DS DC: sl1yo, * brk1, sl1yo*, rep from *. Turn.

Repeat the rows 3 and 4 as many time as you wish. For a shawl as shown in picture, I repeat these rows 48 times (407 sts total at the end).

Publicado em Receitas | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Xale Juno

Print Friendly

Que tal um xale bem colorido e espesso para enfrentar o frio desse inverno?

O Juno é um xale todo feito em brioche bicolor, ponto que é mais conhecido no Brasil como barra inglesa. Esse ponto é uma variação do ponto barra 1 x1 e tem como características ser mais “fofo” e mais elástico.

Junte a isso ao fato de que ele foi feito com o fio Merino Sock 4ply da Fazenda, uma lã já conhecida pela sua maciez e delicadeza, que fazem esse xale ser perfeito para ser usado em contato direto com a pele.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Xale Juno

por Clara Quintela

>> Favorite essa receita no Ravelry

Material

Fio: 4 meadas do fio Merino Sock 4Ply da Fazenda em 4 cores contrastantes

>> Você pode comprar o fio para esse projeto em nossa loja online

Agulhas: 3,5 mm (circular, com pelo menos 80 cm de comprimento)
Acessórios: 2 marcadores, agulha para acabamento

Amostra (em ponto brioche)
18 pts x 22 carr = 10 cm

Tamanho final (blocado)

Xale Juno_esquema

 

 

 

 

Observações

  • Esse xale começa no centro superior.
  • Se você não está super confiante em tricotar em ponto brioche, sugiro que use um fio de segurança de vez em quando.

Considerações sobre o trabalho em cores

  • Eu usei apenas uma cor/uma meada de um lado (a qual me referirei como cor principal ou CP) e as outras 3 cores (que chamarei de cor contrastante ou CC) do outro. Isso quer dizer que você terá sempre a mesma cor/a mesma meada de um lado e precisará trocar apenas as do outro lado do xale.
  • Eu tricotei 12 repetições da parte 2 em cada cor contrastante.
  • Depois dessas 12 repetições, eu fiz algumas listras para marcar a transição, alternando a cada duas carreiras a CC anterior e a próxima, três vezes no total. Para isso, a mudança de cor acontece SEMPRE e APENAS nas carreira 3: (LC CE))

Não se esqueça: Isso é um xale. Sinta-se à vontade para modificar a variação das cores da maneira que a sua imaginação mandar :)

Wrapped cast on
Faça um anel mágico (enrole os dois fios juntos em sentido horário em torno do seu indicador da mão esquerda uma vez), deixe aproximadamente cerca de 15 cm de fio sobrando. Utilizando a CP, insira a agulha da mão direita agulha no meio do círculo e faça 1m, laç, 1m, laç, 1m, laç, 1m (total 7 pontos criados). Puxe o fio para fechar o anel mágico.

Abreviações
LE – lado escuro do trabalho – as colunas em meia nesse lado do trabalho são trabalhadas na cor escura.
LC – lado claro do trabalho – as colunas em meia nesse lado do trabalho são trabalhadas na cor clara
CE – cor escura – use o fio escuro
CCL – cor clara – use o fio claro

Exemplo: LC CCL signifique que o lado do trabalho em que você vai trabalhar agora tem colunas em meia tricotadas na cor clara (LC) e que você vai tricotar essa carreira com o fio claro (CCL).

pm – passar marcador
brm – brioche meia
brt – brioche tricô

>> Como tricotar brm e brt

brmyobrm (aumenta 2 pts) dentro do mesmo ponto, faça: brm1, laç, brm1. Na carreira seguinte, quando você chegar nesses pontos recém criados, você vai p1sf como você está acostumada e simplesmente tricotar o ponto seguinte em tricô invés de brt.

br4pt – brmyobrmyobrm (aumento 4 pts) = dentro do mesmo ponto, faça: brm1, laç, brm1, laç, brm1. Na carreira seguinte, quando você chegar nesses pontos recém criados, você vai p1sf como você está acostumada e simplesmente tricotar o ponto seguinte em tricô invés de brt.

>> Como fazer aumentos em brioche

 

 

 

 

 

 

 

 

Execução
Com a montagem do anel mágico, faça 7 pontos. Não vire o trabalho, arraste todos os pontos para a outra extremidade da agulha.

carreira de preparação 1: (LC CE) (p1sf laç, p1) três vezes, p1sf laç. Vire o trabalho.
carreira de preparação 2: (LE CCL) brt1, *p1sf laç, brt1*, rep de*. Não vire o trabalho, arraste todos os pontos para a outra extremidade da agulha.
carreira de preparação 2: (LE CE) p1sf laç, * brm1, p1sf laç*, rep de *. vire o trabalho.

Parte 1
carreira 1: (LC CCL) brm1, p1sf laç, br4pt, coloque um marcador (de agora em diante chamado de marcador central), p1sf laç, coloque outro marcador (de agora em diante chamado de marcador central), br4pt, p1sf laç, brm1. Não vire o trabalho, arraste todos os pontos para a outra extremidade da agulha. (15 pts). Nota: esses dois marcadores isolam o ponto central que vai formar a espinha do xale.
carreira 1: (LC CE) p1sf laç, brt1, (p1sf laç, p1) duas vezes, p1sf laç, pm, brt1, pm (p1sf laç, p1) duas vezes, p1sf laç, brt1, p1sf laç. Vire o trabalho.
carreira 2 e todas as (LE CCL): brt1, *p1sf laç, brt1*, rep de *. Não vire o trabalho, arraste todos os pontos para a outra extremidade da agulha.
carreira 2 e todas as (LE CE): p1sf laç, * brm1, p1sf laç*, rep de *. Vire o trabalho.

Parte 2
carreira 3: (LC CCL) brm1, p1sf laç, brmyobrm, trabalhe em brioche até o último ponto antes do marcador central, brmyobrm, pm, p1sf laç, pm, brmyobrm, trabalhe em brioche até os últimos três pontos, brmyobrm, p1sf laç, brm1. Não vire o trabalho, arraste todos os pontos para a outra extremidade da agulha. (8 pts aumentados)
carreira 3: (LC CE) tricote em brt, trabalhando os aumentos quando você chegar neles.
carreira 4 e todas as carreiras (LE CCL): brt1, *p1sf laç, brt1*, rep from*. Não vire o trabalho, arraste todos os pontos para a outra extremidade da agulha.
carreira 4 e todas as carreiras(LE CE): p1sf laç, *brm1, p1sf laç*, rep from *. Vire o trabalho.

Repita as carreiras 3 e 4 quantas vezes você desejar. Para o xale da foto, eu repeti essas carreiras 48 vezes (407 pts total ao final).

Publicado em Receitas | Com a tag , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Gola Posadeña

Print Friendly

Toda a doçura da lã merino para aquecer os dias mais frios desse inverno. A gola Posadeña é uma receita super fácil de fazer que vai ficar linda com os nosso fios mesclados.

Por Mariana Brezolin

WhatsApp Image 2018-06-25 at 09.52.21 WhatsApp Image 2018-06-25 at 09.51.12

 

 

 

 

 

 

 

 

Material
2 meadas do fio Merino Worsted da Fazenda (100m /200m), na sua cor preferida – mas a gente recomenda os fios coloridos

>> Você pode comprar o fio Merino Worsted da Fazenda em nossa loja online

Agulhas 6 mm
Agulha para costurar e entrar os fios no fim

Amostra
20 pts = 7 cm em ponto barra 2×2

Execução

Monte 40 pontos e trabalhe em ponto barra 2×2 (*2m, 2t*) até o seu cachecol ter aproximadamente 1m40cm.

Arremate os pontos e costure as duas pontas, tomando cuidado para não torcer.

Voilà! Você tem uma gola quentinha para esse inverno.WhatsApp Image 2018-06-25 at 09.51.09

Publicado em Receitas | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário

Novas cores Da Fazenda

Print Friendly

Desde  o começo do ano estamos trabalhando nas novas cores para os fios Da Fazenda. Além de nossos fios tingidos com corantes naturais que você já conhece, esse ano também vamos lançar novas cores obtidas com corantes tradicionais.

Desenvolvemos 16 novas cores em todas as espessuras: lace, sock, dk, worsted e bulky.

IMG_8525 IMG_8524

Mas não é só isso!

Também estamos lançando dois produtos especiais: fios em degradé, em pacotes de 15g para bordado (com 5 meadinhas de 3g / 20m cada) e 100g para crochê  e tricô na espessura lace (5 meadas de 20g/160m cada).

fb_fazenda

 

Esses pacotes estarão à venda primeiro no 5o. Congresso Brasileiro de Tricô de Curitiba, mas em breve eles estarão também em nossa loja online.

Esperamos que você curta as novidades como nós estamos curtindo brincar de colorir fios.

Publicado em Novidades | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

O xale da Rainha Susan

Print Friendly

Tudo começou em outubro de 2009, quando uma usuária do Ravelry, aquela rede social para tricoteiras/crocheteiras/fiandeiras que a gente ama, postou essa foto de um xale estilo Shetland em um fórum, perguntando se alguém tinha a receita da borda.

 

manta rainha susan

O xale original

Aí, as usuárias do grupo Heirloom Knitting viram e pegaram para si o desafio de pesquisar e desvendar mistério dessa receita, num intenso processo de recriar os gráficos, testar, fazer amostras, escrever e editar até chegar no resultado final, tal e qual o da foto inicial, mas com uma pequena modernização: a nova receita é tricotada inteiramente com agulhas circulares e as bordas não são mais costuradas.

fb_fazenda1

O novo xale ficou assim. Igualzinho, né?

A história toda é contada em detalhes nesse blog.

Missão cumprida, o grupo de cerca de 30 pessoas resolveu batizar a receita de Queen Susan Shawl, porque muitas das participantes se chamavam Susan ou tinham familiares e pessoas próximas com esse nome.

E, pasme, depois de tanto trabalho, essas tricoteiras resolveram presentear a comunidade generosamente disponibilizando a receita de graça.

Você pode baixar a receita aqui.
http://www.mediafire.com/?ycb9wjxwafmjvcf

Depois, você pode favoritar e agradecer à equipe no Ravelry: http://www.ravelry.com/patterns/library/the-queen-susan-shawl

* Material *

Ficou com vontade de se aventurar e fazer um para você? Pois saiba que o Queen Susan Shawl é tricotado com agulhas 1,75mm e nada menos que 6.000m de fio lace.

>> Você pode tricotá-lo com 4 meadas do fio Merino Lace 2 ply Da Fazenda.

Se preferir tricotar com agulhas mais grossas, não esqueça de aumentar a quantidade de fio.

Publicado em Curiosidades, Receitas | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

Resoluções para o ano novo

Print Friendly

Ano novo, vida nova. Hora de mudar aquilo que está incomodando e fazer de 2017 um ano realmente diferente.

Abaixo listamos algumas resoluções que farão de você uma tricoteira ainda melhor.

1- Fazer amostra – não, a gente não vresolução ano novoai parar de dizer que, para ter certeza que a sua peça vai ficar no tamanho exato que você precisa, só fazendo amostra. E amostra tem que ser a) grande b) lavada c) medida só depois de secar. É para ganhar tempo, acredite.

2- Desengavete seus projetos e termine-os. Você investiu em fios bonitos e boas agulhas. Não é justo deixar projetos parados pela metade.

3- Se precisar, desmanche e recomece. Às vezes, a gente calcula mal. Às vezes, a gente erra. Às vezes, a gente muda de opinião e deixa de gostar de um determinado modelo. Normal. Desmanche e reaproveite o fio para recomeçar ou fazer um novo projeto.

4- Esconda os fios, lave e bloque. A blusa – ou o xale, ou a meia, ou a manta – ficou pronta… e você não pode usar porque deu preguiça na hora de fazer o acabamento. Respire fundo e faça o que tem que ser feito. Vai terminar mais rápido do que o que você pensa e vai dar uma satisfação danada ver tudo prontinho, feito por você.

5- Estabeleça um número máximo de projetos em andamento e só comece um novo quando acabar um antigo.

6- Participe de um grupo de tricoteirxs na sua cidade. Se não houver, convide amigxs e comece um. É divertido, não custa nada e você vai aprender bastante compartilhando sua experiência com outras pessoas.

7- Use o tricô como prática de meditação. A vida de vez em quando aperta de um jeito que a única coisa que podemos fazer é respirar e esperar passar. Sente-se confortavelmente na sua cadeira preferida com uma xícara de chá ou café, e concentre-se unicamente nas suas agulhas. Inspire. Expire. Entre em sintonia com a vida.

8- Tricote para presentear. Se você começar agora em janeiro, todos os seus amigos terão o prazer de receber presentes no Natal feito por você. :)

9- Desapegue. Abra seu estoque de fios e agulhas, veja aqueles fios que você não se lembra mais porque comprou, aquelas agulhas retas que você deixou para lá depois que comprou circulares. Separe aquilo tudo que você não quer mais e troque com suas amigas, doe para a caridade, venda pelo Facebook.

10- Que tal aprender uma nova técnica? Nada de repetir uma receita que você já fez, que sabe decorada. Saia da zona de conforto e tente algo que você nunca fez antes. Dê uma olhadinha em nossas receitas para se inspirar.

 

Não precisa, é claro, cumprir a lista toda. São apenas sugestões. Aquilo que você fizer já está valendo.

 

Feliz 2017!

Publicado em Novidades | Com a tag , , | Deixar um comentário

Super manta: tudo que você precisa saber antes de embarcar nesse projeto

Print Friendly

Há algumas semanas fomos surpreendidos com uma enxurrada de emails perguntando se a gente vendia fios para fazer essa super manta tricotada com os braços, que parece que virou febre na internet.

big-manta

 

A gente entende o porquê: a manta é mesmo linda! Super macia e fofinha, combina com a decoração de todo mundo. Fora que é também um projeto rápido, que se tricota em poucas horas.

 

Sim, a gente vende material para fazê-la, na cor natural (sem tingimento). Mas antes que você se anime a tricotá-la, gostaríamos de esclarecer algumas coisas sobre essa peça, afinal, a satisfação de nossos clientes faz parte do nosso negócio.

 

* Essa manta não é feita com um fio e, sim, com o que chamamos de mecha penteada (combed top), isto é, com a fibra que ainda não foi torcida. Isso quer dizer que, sem a torção, essa fibra ainda é muito frágil e desfia facilmente. Uma manta tecida com ela será igualmente frágil, não adequada para ambientes com animais e crianças.

* Igualmente na hora de lavar, será preciso muito cuidado. Não pode botar na máquina de jeito nenhum. Também não pode esfregar, nem lavar com água muito quente ou gelada. O ideal seria mandar lavar a seco numa lavanderia. E mesmo que a fibra fosse superwash (lavável à máquina), nós não recomendaríamos pelo motivo explicado no item anterior: a fibra é frágil e desfia.

* Para fazer uma manta daquele tamanho, talvez você precise de uns 2 ou 3 kg, o que faz com que essa manta seja muito pesada e difícil de manusear.

* Essa manta também ficará muito cara. O valor da mecha penteada Da Fazenda é R$ 200/ kg. Você vai precisar de duas ou três vezes essa quantidade para fazer uma única manta.

* Uma manta com 3kg de lã: você tem certeza que onde você mora faz esse frio todo?

Aí, você pergunta: dá certo fazer com fio de algodão? O algodão é mais denso e pesado que a lã e menos fofinho. Capaz da sua manta virar um tapete.

Se ainda assim você estiver dispostx a tricotá-la, entre em contato com a gente. Teremos o prazer de atendê-lx. :)

Publicado em Novidades | Com a tag , , , , , , | 1 comentário

Driblando a falta de tempo

Print Friendly

Algumas pessoas dizem que até queriam tricotar mas que não têm tempo de se dedicar.

Pensando nelas, fizemos uma lista de oportunidades de ouro que podem acontecer durante o dia que podemos aproveitar para pegar as agulhas e os fios.

* No transporte público. Ônibus, metrô, trem e até quando a gente vai de carona com alguém. E ainda tem a vantagem de, em tricotar em público, trazer mais gente para o lado “tricotado da Força”.
* Na sala de espera do médico, da dentista, da terapeuta… A gente chega na hora, mas o profissional, nem sempre. Invés de se irritar ou pegar uma revista de fofoca para ler, acrescente alguns pontos no seu trabalho.
* Em filas. Teve que ir ao supermercado no domingo, às 11h da manhã? Leve o tricô na bolsa. Talvez não dê para avançar 10cm, mas qualquer carreira que você faça já ajuda a fazer a espera menos desagradável.
* No intervalo da novela, do filme, do programa de TV. Você tem de 3 a 5 minutos. Dá para fazer uns pontinhos.
* No restaurante, no barzinho, no happy hour com os amigos, enquanto espera o garçom trazer o seu prato. O único cuidado aqui é, se você for beber, saber a hora de parar antes de começar deixar os pontos caírem, principalmente se estiver usando agulhas muito finas.

Nossa dica final é: leve sempre o seu projeto em andamento com você. Mesmo que você não possa dedicar 1 hora (ou mais) inteira a ele, devagar se vai ao longe. Afinal, isso não é uma corrida.

Publicado em Novidades | 1 comentário

Gola e Faixa de Cabelo

Print Friendly

Criação ClaraBeauty

>> Favorite esta receita no Ravelry

Uma receita super versátil com múltiplas funções.

tamanho
50 cm x 18 cm

Material
2 meadas de Merino Super Bulky (Da Fazenda. 100% merino; 100g/48m)
>> Veja os fios Merino Super Bulky em nossa loja online
Agulhas 10 mm
Acessórios: fio para deixar os pontos na espera

Amostra
5 cm = 8 pts em ponto barra 1×1

Observação

Esse é um peça muito simples, para iniciantes. Para um resultado mais bonito, eu começaria com uma montage provisória e costuraria com grafting no final ou a costura com 3 agulhas.

Execução

Monte 24 pontos. Trabalhe em ponto barra 1×1 por 16 carreiras.

Aí, continue trabalhando em ponto barra somente nos primeiros 8 pontos por 36 carreiras (deixando os 16 pontos que restam na espera).

Corte o fio e repita a operação nos 8 pontos centrais. Depois corte o fio de novo e repita os 8 pontos do fim da carreira.

Você terá três tiras desse jeitinho:

braid1

Aí, você vai cruzar as três tiras para fazer uma trança.

braid2

Amarre novamente o fio no começo da carreira e faça mais 16 carreiras em ponto barra 1×1.

Arremate e costure.

Publicado em Receitas | Com a tag , , , , , , , , , | 3 comentários